[ editar artigo]

Você já ouviu o termo plant-based? É a nova tendência para essa década

Você já ouviu o termo plant-based? É a nova tendência para essa década

Grandes empresas estão investindo em produtos livres de ingredientes de origem animal devido à crescente demanda dos consumidores.

Segundo pesquisa do IBOPE Inteligência conduzida em abril de 2018, estima-se que 14% da população brasileira se declara vegetariana ou vegana. Vegetariano é todo indivíduo que não consome nenhum tipo de carne, alguns ainda consomem ovos e laticínios (conhecidos também como ovolactovegetarianos), outros mantém uma alimentação baseada estritamente em vegetais.

Já os veganos adotam um estilo de vida livre de produtos de origem animal, tanto no âmbito da alimentação, quanto em outros produtos, como cosméticos e vestuário, além de adotarem um posicionamento político mais atuante quanto à defesa dos direitos dos animais.

Se na década passada o veganismo ainda era um assunto desconhecido para a maioria da população, hoje o tema vem ganhando muita força e espaço, seja em matérias nos grandes veículos de comunicação, em produtos produzidos pelas grandes indústrias e em pratos desenvolvidos por grandes redes de Fast-food e restaurantes.

Analisando as tendências de pesquisa no Google Trends, a busca pelo termo “vegano” teve um crescimento exponencial a partir dos anos de 2016 e 2017 e continua crescendo até hoje.

                Foto: Reprodução/Instagram Fazenda Futuro

Por que a busca por esse tipo de produto no Brasil tem crescido tanto?

Na Europa esse mercado é fértil há mais tempo. Na Alemanha, por exemplo, existe um supermercado que só comercializa produtos veganos. Essas tendências vindas de outros países influenciam o mercado no Brasil e, além disso, a relação do consumidor com as marcas e produtos vem mudando ao longo dos anos.

Esse comportamento, muito impulsionado pelos Millennials, reflete a preocupação do consumidor em consumir marcas que estejam alinhadas com os seus valores. Além disso, os consumidores estão mais atentos às questões de sustentabilidade, ao bem-estar dos animais e aos ingredientes presentes nos produtos que consomem.

Frente a essa nova tendência, houve um “boom” de novas empresas cuja proposta é oferecer produtos 100% veganos, como é o caso da Fazenda Futuro, que produz carnes vegetais. Grandes indústrias lançaram recentemente versões veganas de seus atuais produtos. A Unilever lançou as versões veganas do sorvete Magnum e da maionese Hellmann’s e a Seara lançou a linha Incrível composta por salsichas, hambúrgueres e empanados 100% vegetais. 

                          Foto: Reprodução/Geek Publicitário

Estamos entrando na década da diversidade de produtos plant-based: produtos 100% vegetais com sabores muito similares aos de origem animal. Estudos mostram que o mercado de produtos vegetarianos devem crescer, em média, 40% ao ano.

Várias empresas já entraram nesse mercado e outras ainda resistem. Se a tendência mostra que a procura por produtos veganos deve crescer cada vez mais, as marcas que não se adaptarem poderão perder grandes oportunidades.

E você, já experimentou algum desses produtos? Qual a sua opinião, especialmente sobre as carnes vegetais? Compartilha com a gente nos comentários! ❤

 

 

 

Comunidade Marketing de Gentileza
Amanda Simões Gobel
Amanda Simões Gobel Seguir

Profissional de marketing com uma carreira de mais de 10 anos nas áreas de Marketing e Trade Marketing, desenvolvendo trabalhos voltados para o planejamento e estratégias de grandes marcas em indústrias nacionais e multinacionais.

Ler conteúdo completo
Indicados para você