[ editar artigo]

Você consegue ler mentes?

Você consegue ler mentes?

Se você for um ser humano assim como eu, é muito provável que respondeu não para essa pergunta. Porém, tem um tipo de leitura de mentes que a gente faz muitas vezes sem perceber, e é sobre isso que vou falar hoje com vocês.

Sabe aquela coisa de olhar para a cara de uma pessoa e já imaginar o que ele ou ela tá pensando? Ah, seu companheiro te olhou meio torto hoje, então devem estar chateados com você. Ou seu chefe está um pouco irritado, certeza que desse mês você não passa porque deve ser um péssimo funcionário.

Antes de pular para essas conclusões, respire fundo e faça uma pausa.

Quais são os fundamentos que você está usando para tirar essas conclusões? Se você não tiver provas concretas, como um diálogo claro, corre o risco de estar projetando as suas próprias inseguranças e medos nos outros.

Mas saiba que você não está sozinho.

Segundo a pesquisa de Newell e Shanks, da University College London, na revista científica Behavioral And Brain Sciences, a neurociência já sabe que nós não somos livres para tomar nossas decisões, elas são feitas inconscientemente pelos neurocircuitos do nosso cérebro.

Nós recebemos ininterruptamente uma quantidade imensa de informações e por conta das limitações neuroquímicas, é preciso criar atalhos para economizar o máximo possível de energia de pensamento.

Para isso, nosso cérebro é influenciado por experiências anteriores e treinado para encontrar padrões familiares. Ele se baseia em generalidades e regras práticas para ajudá-lo a tomar decisões difíceis rapidamente.

Achar que você tem o poder de saber o que o outro está pensando é simplesmente projetar nossos medos e inseguranças nas pessoas ao nosso redor, sem nenhuma prova se aquilo é verdade ou não. Você está presumindo que sabe o que a outra pessoa está pensando, mas não tem como saber com certeza.

Vamos voltar aos exemplos que demos no começo do texto. Seu parceiro pode estar pensando em uma discussão que teve com a família ou em um problema no trabalho, e o seu chefe pode ter batido o carro dele no caminho para o escritório. Percebe como nenhum desses problemas tem a ver com você?

Essa ideia pode parecer surpreendente para algumas pessoas, mas nós não somos o centro do universo e de tudo que acontece nele. Existem inúmeras coisas que acontecem sem nós tomarmos conhecimento delas, e tudo isso impacta todas as pessoas ao seu redor.

Se você percebe que essa é uma tendência no seu pensamento e que está influenciando o seu relacionamento com as pessoas, convido você a fazer uma pausa e refletir como a leitura de mentes está influenciando, em alguma medida, do seu processo de tomada de decisão.

Mas, e se seu te dissesse que você pudesse desbloquear todo o seu potencial através de um conhecimento ancestral?

Se quiser receber dicas práticas e insights que podem te ajudar a desenvolver sua produtividade sem perder a saúde e conhecer mais o Biohacking raiz, me siga nas redes sociais em @flavialippi.

Entre também no nosso grupo do Telegram: https://t.me/aequacao

Comunidade Marketing de Gentileza
Flávia Lippi
Flávia Lippi Seguir

Abraçadora profissional, apaixonada por gente. Tive tantos negócios que me apelidaram de startup humana. Tecnologia corre que nem sangue nas minhas veias. Me dedico a otimizar os potenciais humanos para que se tornem líderes inspiradores.

Ler conteúdo completo
Indicados para você