[ editar artigo]

Se inspirar X copiar: 4 formas de buscar inspiração e honrar sua autenticidade

Se inspirar X copiar: 4 formas de buscar inspiração e honrar sua autenticidade

De tempos em tempos você sente que estagnou e que se encalacrou nas mesmas ideias batidas e com zero grau de criatividade? Opa, boas-vindas ao clube dos seres humanos normais. 

Ninguém consegue viver em plena inspiração e genialidade o tempo todo, né? Normal mesmo é reconhecer as dificuldades e querer enfrentá-las. Bora!

Inspiração X Cópia

. Inspirar: do latim inspirāre, segundo o site Infopédiaalém de significar introduzir ar nos pulmões, gostei da definição de “provocar ideias, pensamentos, suscitar e originar”. Ou seja, é usar alguma referência para criar algo novo, seu, original, próprio. Por exemplo: você pode se inspirar com música, livros, batendo papo e trocando experiências com alguém. Tudo isso pode te ajudar a estimular novas ideias. Destaque para: Original!

. Copiar: do tupi copi'ara, ainda de acordo com o Infopédiasignifica “fazer a cópia de, reproduzir fraudulentamente; plagiar, reproduzir uma obra; imitar alguém ou as suas maneiras; reproduzir um original; consultar dissimuladamente respostas, soluções de outra pessoa durante um exame escrito...” Ou seja, dizer que você fez algo que na verdade tem a assinatura de outra pessoa. 

O problema

É quando todos “se inspiram nas mesmas coisas” e, sem querer, fica parecendo que tudo é cópia. Sinceramente, não sei a solução para isso, já que o ambiente digital nos dá infinitas possibilidades e todos, sem se conhecerem, podem ter ao mesmo tempo ideias parecidas.

Copiar pode ser tentador para muitos. O caminho mais fácil, rápido, burro e extremamente sem graça.

Sempre tive aquela necessidade de inventar, de criar e ter coisas autorais. Há de convir que é muito comum e natural que a gente faça coisas muito parecidas. Eu, você e todo mundo. rs

Por exemplo, eu e muitos colegas de profissão fazemos as mesmas coisas: produzimos conteúdo sobre marketing digital, publicamos em nossas redes sociais, fazemos análises sobre campanhas e marcas, prestamos consultoria e mentoria, damos palestras, aulas e etc. Não é disso que falo. Afinal, essa é a nossa profissão. É sobre algo mais profundo. É sobre uma escolha e decisão por uma conduta. Nem vou entrar no quesito Ética.

Apenas quero dizer que é muito mais gostoso, realizador, correto, compensador, emocionante, impactante e INSPIRADOR ter projetos autorais e verdadeiramente inspirados e não copiados.

Como buscar inspiração e criatividade

Inspiração e criatividade andam juntas. Mas, tem algo que eu sempre acredito ser o centro de tudo: o Propósito de vida. Portanto, busque clareza sobre o seu.

Depois desse passo, as coisas fazem mais sentido. E, então, a gente consegue ser cada vez mais autêntica e criar uma identidade própria nesse mundão de infinitas possibilidades.

Destaco, então, quatro ações para buscar inspiração e ter ideias originais e inovadoras e, claro, honrar sua autenticidade.

1) Foque no objetivo e divirta-se durante a jornada

Tenha um objetivo claro e foque nele. Aonde você quer chegar? Qual é o seu objetivo profissional? O que pretende alcançar com o seu projeto? Está se divertindo na jornada?

Essas perguntas são cruciais para te dar clareza, segurança e te levar para a ação. Esse é o primeiro passo para você dar um abraço na inspiração.

2) Invista tempo em pessoas

Quanto mais você estudar, souber do seu mercado e se aprofundar nos seus temas-chave de conteúdo, mais embasamento teórico terá. Mas, conversar com as pessoas é uma das maiores maravilhas do mundo.

Pessoas são fonte de informação, conhecimento e inspiração. Converse, pergunte, ensine, tire dúvidas, ajude, contribua, bata muito papo... Invista tempo nisso de maneira prática.Vai fundo que dá certo!

3) Explore sua zona de desconforto

Na correria do dia a dia é difícil arriscar coisas novas. Porém, quando se quer inspirar e não copiar, é fundamental estar sempre se reinventando. Ter novas experiências, conhecer novas realidades e novas áreas é uma rica fonte de inspiração.

Por exemplo, coma comidas diferentes, viaje para países, cidades e lugares que não sejam tão turísticos, arrisque-se numa aula de dança ou num esporte novo para você, faça um esforço para ir àquela festa que na sua cabeça será chata... Sair da zona de conforto = a se surpreender e ser mais feliz.

4) Valorize a beleza da solitude

A glória de se curtir sem que o seu bem-estar dependa de alguém. Delícia produtiva. Momentos de solitude são bem necessários, pois é geralmente quando você faz o que mais gosta. É nessa hora que o cérebro “desliga” das obrigações e, então, se abre para novas ideias recheadas de muita inspiração. Passar tempo a sós com você não significa viver na solidão, ok?

 

Muitas dúvidas e obstáculos aparecem no caminho. Mas, de uma coisa eu tenho certeza: ser uma pessoa autêntica é uma questão de honra.

 

Compartilhe comigo nos comentários: o que você faz para buscar inspiração e expressar sua autenticidade?

Comunidade Marketing de Gentileza
Laíze Damasceno
Laíze Damasceno Seguir

Fundadora do Marketing de Gentileza, LinkedIn Top Voice Brasil, mentora de marketing, escritora e palestrante. Ajudo pessoas e negócios a conquistarem o reconhecimento e a confiança do público por meio de estratégias de mkt e conteúdo humanizado.

Ler conteúdo completo
Indicados para você