[ editar artigo]

Oratória é a arte de transmitir o melhor de nós mesmos

Oratória é a arte de transmitir o melhor 
de nós mesmos

Em minhas palestras e treinamentos sobre comunicação e oratória, além das ferramentas da Programação Neurolinguística (PNL) e do Storytelling, sempre falo sobre a Filosofia Clássica.

Além de ser uma paixão conhecer a vida e a história dos grandes pensadores da humanidade, aprendo muito com eles sobre oratória. E foi com os filósofos que descobri a definição mais bonita e humana, que pode ser assim sintetizada: a arte de transmitir o melhor de nós mesmos!

A Filosofia Clássica é a aplicação prática da arte de viver. Busca a sabedoria, que nada mais é do que saber viver em harmonia. É conhecer a si mesmo e a seu entorno profundamente para assim se elevar, atingir a consciência plena.

Outro ensinamento da Filosofia é que somos arquitetos do nosso destino. Para construirmos uma vida com sentido, dois fatores são fundamentais: a autorresponsabilidade e o autoconhecimento.

Os grandes comunicadores são como os grandes pensadores da humanidade. Compartilham conhecimento ouvindo o coração. Um dos pressupostos para uma vida virtuosa é se autoconhecer, vivenciar os seus sonhos e saber comunicar isso ao mundo.

Grandes líderes inspiram multidões porque internalizam uma causa que comunga com os anseios de uma parcela da sociedade. Lutam por ela e, via de regra, têm um poder de comunicação e oratória impressionantes, capaz de influenciar as ações dessa sociedade.

Uma citação de Sócrates, filósofo nascido em 469 a.c, no período clássico da Grécia Antiga, e um dos mais influentes do mundo até os dias atuais, pode ser perfeitamente relacionada aos grandes líderes comunicadores:

 

"Só é útil o conhecimento que nos torna melhores”

 

I have a dream! Eu tenho um sonho! A frase célebre marcou um discurso que entrou para a história. Seu autor, o ativista político norte-americano Martin Luther King Jr., arrebanhou uma multidão de 200 mil pessoas em 28 de agosto de 1963, no que ficou conhecida como a Marcha de Washington por Empregos e Liberdade. Este foi considerado um momento decisivo na história do movimento americano pelos Direitos Civis.

Outros grandes líderes comunicadores tiveram o poder de lançar verdadeiros movimentos e serem reconhecidos mundialmente pelas causas que defendiam com uma paixão inspiradora. Podemos citar Abraham Lincoln, Winston Churchill, John Kennedy, Ronald Reagan, Nelson Mandela, Barack Obama, entre outros.

Um comunicador contemporâneo fora da curva foi Steve Jobs. Seu discurso para os formandos da Universidade de Stanford, em 2005, é considerado antológico e um verdadeiro tratado sobre trilhar o caminho da verdadeira paixão. “Siga o seu coração!”, disse o criador da Apple aos estudantes.

 

 

Tony Robbins, coach norte-americano, reúne multidões por onde quer que passe. O “guru”, como é conhecido, e especialista em Programação Neurolinguística (PNL), é a personificação do comunicador carismático e que faz a plateia vibrar.

O coach de Comunicação Carmine Gallo, em seu best-seller TED – Falar, Convencer, Emocionar, destaca que “os bons palestrantes mal podem esperar para compartilhar suas ideias. Eles têm carisma, e o carisma é diretamente associado ao nível de paixão do orador pelo conteúdo apresentado. Os comunicadores carismáticos irradiam entusiasmo e paixão; entusiasmo por compartilhar sua experiência e paixão pelo modo como as suas ideias, produtos ou serviços irão beneficiar o público”.

A paixão conquista corações e mentes. Um comunicador memorável é capaz de inspirar sua audiência.

Outros pontos que devem ser observados para uma comunicação perfeita, que dão um verdadeiro match com o público são:

🔊 Tenha como missão compartilhar suas ideias. O “mantra” do criador do TED, Chris Anderson é: ideias que merecem ser compartilhadas.

🔊 Pense sempre que palavras inspiram e podem mudar o mundo.

🔊 Um comunicador só tem o poder de inspirar e influenciar se for ele mesmo.

🔊 Nunca esqueça que você só conseguirá uma conexão genuína com sua audiência se dominar o tema e mostrar que tem uma paixão obsessiva por ele.

🔊 Conheça seu público. Fale de um jeito que as pessoas queiram ouvir.

O Dhammapada, que quer dizer O Caminho da Lei, é um livro considerado a expressão mais sucinta dos ensinamentos de Buda. É composto de máximas em forma de versos agrupados em 423 estrofes.

Desde tempos remotos até os dias de hoje, é uma fonte para sermões e discussões, uma espécie de guia para resolver problemas da vida no dia a dia. Um dos seus versos diz:

 

“Embora mil vezes mil homens possa

alguém em batalhas conquistar, ainda assim,

maior conquistador é aquele que

conquista a si mesmo”

 

Trazendo esse ensinamento para a seara da oratória, muitas vezes os comunicadores memoráveis travam grandes batalhas internas. No entanto, a paixão deles em compartilhar ideias e conhecimento é vencedora. Essas batalhas, quando levadas ao público, podem transformar vidas, que se inspiram para transformar o mundo. Para a nossa sorte!

Eu falo mais sobre comunicadores memoráveis em meu e-book Comunicação Memorável, 3 dicas para desenvolver a oratória e se expressar em público com autoconfiança. Para baixar acesse www.tinyletter.com/marciademezio

 

 

 

 

 

 

Comunidade Marketing de Gentileza
Ler conteúdo completo
Indicados para você