[ editar artigo]

O segredo da escrita criativa é ser autêntico

O segredo da escrita criativa é ser autêntico

Quem nunca teve bloqueio criativo por aqui que atire a primeira pedra! Os grandes escritores da história passaram pela síndrome tela branca, que é o que acontece quando o cursor fica piscando na sua frente e você precisa entregar algum conteúdo, que seja uma nota, um artigo ou até mesmo um livro, e as ideias não vêm.

Eu já perdi as contas de quantas vezes aconteceu comigo, principalmente quando o prazo da entrega começa a apertar. Bem-vindo ao mundo dos normais! A boa notícia é que, após o bloqueio, é possível que surja uma grande obra; por isso não podemos desanimar.. Portanto, pare, respire, dê uma volta, ache alguma coisa para fazer que descanse a sua mente ou até mesmo que te faça esquecer, por alguns instantes, do compromisso com aquela escrita. Depois mãos à obra, volte a escrever.  

Nada é tão urgente que não possa ser adiado! No entanto, embora viver de escrita pareça arte, é trabalho, e trabalho envolve cumprir prazos. 

Foi por isso que comecei a desenvolver a escrita cada vez mais com técnica, mas sem perder a autenticidade. Eu sei que existem receitas milagrosas – e que considero enganosas –, criadas pelos gurus da copy e do growth e por aí vai. Assim, embora busque escrever com técnica de conteúdo, tenho um enorme cuidado para não deixar que essa técnica molde a minha verdadeira autenticidade. 

Quero compartilhar aqui algumas coisas que aprendi, que pratico e nas quais acredito referentes a escrita criativa e conteúdo autêntico.

O que é escrever bem e com autenticidade pra você?

Autenticidade é criar histórias reais, mas imprimindo o seu tom de escrita e de voz, é criar histórias capazes de provocar emoções, que atraiam a atenção, sobre suas vivências e experiências verdadeiras.

Em outras palavras: autenticidade é trazer para a tela ou o papel o seu jeito de contar uma história, de maneira que as pessoas consigam identificar, a cada leitura, que aquele texto é seu. E isso, além de atrair o leitor, é parte da construção da sua própria identidade como escritor ou criador de conteúdo.

Mas como se manter criativo?

Um pouco de técnica de escrita e de produção de conteúdo pode te favorecer muito no momento em que a inspiração faltar. 

Vale dizer que o bom escritor deve ser uma pessoa muito atenta aos detalhes cotidianos e também um grande ouvinte, sabe aquela história de que temos dois ouvidos e uma boca? Então, use as ferramentas que a própria natureza humana nos deu: fale menos e ouça mais.

Leia muito, a leitura ainda é a maior aliada da escrita criativa. Procure por temas que te interessam, principalmente se você ainda não tem muito hábito de ler. Com o passar do tempo, você pode começar a expandir para temas técnicos e que sejam importantes para a construção da sua formação profissional, mas, se fizer disso um hábito, certamente você irá se desinteressar ou abandonar a leitura facilmente.  

Exercite a escrita, a prática é outra grande aliada da criatividade. Comece escrevendo sobre seus hobbies, suas influências, sobre o que você gosta, o que te estimula e o que faz seu olhinho brilhar. Alimente seus sonhos por meio da escrita. Faça isso diariamente.

7 passos para escrita criativa e autêntica 

Eu tenho muita dificuldade em escrever de forma sucinta, até porque acho que o tema pede e tem assunto para um livro inteiro! Mas vamos lá, não deixa de ser um exercício pra mim também :D.  

1 - Escreva de forma simples e fluida, o papel de um produtor de conteúdo é trazer e traduzir o cotidiano por meio das palavras. Escreva sobre "a vida como ela é", situações que o leitor já pode ter vivenciado. 

Há algumas semanas, compartilhei um conteúdo no meu feed no Linkedin que estava guardado no bloco de notas porque achei que fosse algo irrelevante. E adivinha? Foi um dos mais comentados até hoje no meu perfil. O assunto: tenho um grupo comigo mesma no WhatsApp. Ele já foi visto por mais de 20 mil pessoas e teve mais de 600 interações.  
 

2 - Não tenha medo de ser você, conte a sua história de forma autêntica e verdadeira, afinal todo mundo tem uma história pra contar, e ela é a única coisa que pode te diferenciar das outras pessoas. Qual é a sua história? 

3 - Produza conteúdos favoráveis para o seu leitor, com os quais ele se identifique, isso é a grande chave para o engajamento e para que ele queira consumir seus conteúdos com frequência. 

4 - Abandone suas inseguranças e registre no papel o que se passa na sua cabeça. Comece esboçando sobre um tema, deixe esse rascunho “dormir” e depois você pode revisá-lo, corrigi-lo ou até descartá-lo, mas não deixe de colocar as suas ideias no papel. 

5 - Anote sempre as suas ideias em um bloco de notas ou no papel (onde for mais fácil), se não registrá-las elas acabarão esquecidas e jamais poderão sair da sua mente e alcançar mais pessoas. 

6 - Saia da sua zona de conforto e simplesmente comece a escrever. Você pode inicialmente não gostar e não ter coragem de publicar o que escreveu, mas com a prática essa hora vai chegar!

7- Monte uma estrutura de texto sempre que for escrever, com introdução ao tema, desenvolvimento, solução do problema e, para finalizar, uma chamada para a ação, modelo que lembra as regrinhas básicas de redação: começo, meio e fim. Além disso, tenha objetivos claros para cada um dos conteúdos que você escreve, saiba pra quem você está escrevendo e o que você quer alcançar com este conteúdo. 

Para terminar, deixo aqui uma provocação: o quanto você inspira seus leitores? Isso é a chave para qualquer conteúdo autêntico e criativo! 

Um abraço e até a próxima, comunidade MDG :D

Comunidade Marketing de Gentileza
Fernanda Lage
Fernanda Lage Seguir

Jornalista apaixonada por marketing de conteúdo, escrita criativa e storytelling; fundadora da inbox Conteúdo. Ajudo as pessoas a desbloquearem seus conteúdos digitais e a desenvolver o seu marketing pessoal!

Ler conteúdo completo
Indicados para você