[ editar artigo]

O que respirar tem a ver com produção de conteúdo? Tudo! Entenda por quê

O que respirar tem a ver com produção de conteúdo? Tudo! Entenda por quê

Pare agora. Preste atenção à sua respiração. Está curta? Longa? Lenta? Acelerada? Seja qual for a sua resposta, ela também dará pistas sobre o estado da sua mente. E para criar conteúdo, uma mente tranquila ajuda (e muito!), não é mesmo?

Só que a gente sabe bem que estar atenta ao seu corpo e às suas emoções num dia a dia cheio de demandas não é das tarefas mais fáceis. É aí que a meditação, uma técnica milenar e que vem se tornando cada vez mais popular no mundo, principalmente em tempos de pandemia, pode ajudar bastante.

Não sou daquelas que defendem a prática como panaceia. Também não sou do grupo que a coloca na caixa de ferramentas de quem só quer aumentar a produtividade. 

Minha turma é de quem pratica com alguma regularidade (tenho lá meus altos e baixos) e colhe seus tantos resultados no longo prazo: autoconhecimento, foco, resiliência. Por isso, acabo passando a mensagem adiante na esperança de que mais pessoas deem uma chance a essa experiência e tenham a oportunidade de vivenciar os benefícios por si mesmas.

É o tipo de coisa que tem que fazer para crer

Então, não quero convencer ninguém, mas é fato que a pandemia veio acelerar o interesse pela prática de meditação. Em abril deste ano, as visualizações nos vídeos do YouTube relacionados à meditação tiveram um aumento de 35% se comparadas ao mesmo período de 2019

E não é de hoje que a prática é relacionada a saúde mental e produção de conteúdo no ambiente digital. No ano passado, o YouPix Summit teve a Monja Coen abrindo o evento para falar sobre o tema. Além disso, não faltam exemplos de meditantes nesse universo. De bate-pronto, lembro agora de Steve Jobs, Craig Federighi e da diretora-geral do Twitter no Brasil, Fiamma Zarife.   

E o que isso tem a ver com produção de conteúdo? Bem, a meditação vai te ajudar a observar melhor a sua mente, deixando você mais consciente sobre a sua respiração, seus pensamentos e suas emoções. Na prática, isso pode te ajudar de muitas formas.

Vou listar só três aqui para você ter uma ideia:

Presença

Uma das técnicas de meditação é focar sua atenção na respiração. Isso traz você para o momento presente. Pensando em como aplicar isso ao seu trabalho, nada de pensar sobre o que poderia ter ficado melhor no conteúdo passado ou na forma de divulgar um novo vídeo no futuro próximo. Uma coisa por vez. Se vai escrever um roteiro, entregue-se à atividade com presença. Isso vai lhe trazer foco

Resiliência

Essa história de que meditar é não pensar em nada é a maior mentira já contada de todos os tempos. Meditar é observar os seus pensamentos como são observadas nuvens no céu. Você os percebe e os deixa passar. Ao meditar, irá perceber que a mente foge o tempo inteiro. E tudo bem. O importante é ser resiliente e convidá-la quantas vezes forem necessárias a voltar ao estado meditativo. E essa atitude você pode aplicar a diversas outras situação do seu dia a dia. Por exemplo, se aquele primeiro parágrafo do texto está difícil de sair, não desista. Exercite a autocompaixão, a paciência com você mesma e tente mais uma vez.

Autocuidado

Meditação é um exercício constante de auto-observação de padrões mentais, sensações no corpo, emoções vivenciadas. Estar atento a como nos sentimos é o primeiro passo para que saibamos quando é hora de pisar mais fundo e mergulhar naquele projeto de conteúdo, mas também quando é o momento de recuar e se permitir trabalhar em harmonia com os limites do corpo e da mente.

Começar é mais fácil do que você imagina!

Não tem mistério. Como diz o professor Leandro Castello Branco, a única coisa que separa meditantes e não meditantes é a técnica. Ele tem um vídeo que é um ótimo primeiro passo. Dá uma olhada aí embaixo. Super recomendo! 

E você? Já tentou meditar ou acha que não passa de um modismo?

 

 

Foto de Andrea Piacquadio no Pexels

Comunidade Marketing de Gentileza
Ana Carollina Leitão
Ana Carollina Leitão Seguir

Seja bem-vinda/vindo! Compartilho aqui saberes pluriversais para uma comunicação pensada com o coração. Trago vivências e aprendizados para ajudar quem quer entender melhor sobre gente e comportamento (incluindo aí você mesmo!). Vamos conversar?

Ler conteúdo completo
Indicados para você