[ editar artigo]

Fui uma criança "bicho do mato"​. Mas, aprendi a fazer marketing pessoal e ajudo as pessoas a fazerem o mesmo

Fui uma criança

 

Sei que a maioria não vai ler este textão até o fim, mas já estou contente de tê-lo escrito e publicado.

Dessa vez, eu vou te contar algo sobre mim que poucos sabem. Mas, antes, quero te perguntar uma coisa (é pra me responder mesmo, ok?):

Você já teve excelentes ideias, criou coisas bem originais, foi lá e fez acontecer, mas na hora H, outra pessoa se apropriou e recebeu os aplausos e os créditos no seu lugar? 

Ou seja, você não recebeu o reconhecimento que deveria e que claramente era todinho seu. E aí vc ficou com cara de pastel, sem saber o que fazer...

Isso já aconteceu com vc?

Comigo já! 

Sabe pq? Pq eu não nasci sabendo “vender meu peixe” e entendendo a importância de conquistar o reconhecimento pelos meus feitos. Muito menos nasci sabendo sobre marketing pessoal.

Dificilmente se ensina isso na escola ou na faculdade.

Pode não parecer, mas eu fui uma criança muito tímida, às vezes antissocial, insegura, com a autoestima baixíssima, que roía unhas até sangrar e tinha vergonha de me expressar em público. Ao mesmo tempo, era sempre criativa, sonhadora e entusiasmada. E engraçada quando estava em ambientes que me deixavam confortável. Minha mãe diz que eu era meio"bicho do mato"Concordo com ela. Me sentia assim principalmente quando eu não estava entre amigos e gente conhecida.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Hoje não mais. Passei de fase na adolescência. haha. E minha mãe, inclusive, me ensinou muito sobre relacionamento interpessoal. Engraçado como as coisas mudam. Fui logo me formar em comunicação social e desde 2014 dou treinamentos na área. Hoje, tenho uma escola de marketing digital e uma das modalidades que ensino é marketing pessoal.😬

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Isso aqui não se trata de uma história motivacional e nem espere um final mágico e com direito a lencinhos para enxugar as lágrimas. Eu só tô te contando um recorte da minha vida pra te mostrar como eu vim resolvendo ao longo do tempo. Com simplicidade. Pode ser que você se identifique.

Abro parêntese:

Confesso que vira e mexe a síndrome da impostora faz uma visitinha à minha mente. 

Fecho parêntese.

Talvez toda essa história te sirva pra alguma coisa. Se sim, me deixe saber! Se não, nem sei o que te dizer. 

Aprendi fazendo, na prática, estudando muito, trabalhando e indo com a cara e a coragem. Ainda adolescente, entendi a diferença entre autoconfiança e arrogância.

Quando eu aprendi essas coisas e também a diferença entre marca pessoal e marketing pessoal (e fiz a união perfeita disso) as coisas mudaram pra mim. Só que eu faço isso do meu jeito, sem forçar a barra, sem abrir mão dos meus valores, com leveza e foco em qualidade

Pra conquistar o reconhecimento profissional que tenho hoje, eu tive que me esforçar pra caramba. Não só em relação a timidez e ao sentimento de não ser suficiente, mas em várias coisas. 

Uma delas, por exemplo, foi entender que se eu não me valorizasse em primeiro lugar, ninguém mais faria isso, nem mesmo familiares, amigas e crushes. rs Se eu não soubesse compartilhar com as pessoas os meus conhecimentos e resultados de um jeito inteligente, eu estaria muito ferrada hoje.

Bom, eu me formei em jornalismo, depois mergulhei no marketing digital, abri minha própria agência, fechei agência, empreendi em vários projetos. E depois de um tempo como empreendedora, mesmo sendo uma profissional de comunicação, eu me dei conta de que eu só teria o sucesso que eu queria quando eu soubesse trabalhar minha marca pessoal e fazer meu marketing pessoal bem feito e muito autêntico.

Eu sempre trabalhei com internet, mas demorei para investir de verdade e com seriedade na minha marca pessoal nas redes sociais. Quando eu levei a sério, eu realmente passei a ter resultados que nem eu acredito quando paro pra pensar.

Ser reconhecida LinkedIn Top Voice Brasil, um reconhecimento que o próprio LinkedIn dá aos profissionais que mais se destacam com conteúdo inspirador e de impacto positivo, me faz ter a certeza de que eu trilhei um caminho coerente e que aprendi a "cacarejar" da minha maneira, sem me comparar com os outros e sem pegar atalhos que pudessem comprometer a minha reputação.

Ser convidada para dar entrevistas, como especialista da área, em programas como Sem Censura na TV Cultura, em rádios como Jovem PanCBN, em TVs como Band News, em jornais como O Globo, entre outras conquistas que guardo com muito carinho, é muito gratificante.

Só eu sei o quanto eu venho batalhando, estudando, investindo em mim para entregar mais valor para os outros e fazendo meu marketing pessoal para impulsionar minha carreira, meus negócios e pagar meus boletos. hehe.

Você acha que tem alguma mágica ou investimentos milionários por trás disso? Não tem. 

Há foco, estratégia de posicionamento, investimento de vc pra vc, técnicas de conteúdo digital e saber vender seu peixe nas redes sociais com um método que respeita seus princípios, seu momento, seus valores humanos e que alinha seus objetivos de vida.

O que eu fiz e continuo fazendo com a minha marca pessoal é exatamente o conhecimento que eu transfiro nos meus conteúdos gratuitos, em cursos, palestras e treinamentos. 

As estratégias e técnicas que eu utilizo todo santo dia é o que eu mostro de uma forma muito prática. É um passo a passo para vc adaptar à sua realidade e, assim, aprender a impulsionar seu marketing pessoal como talvez vc nunca tenha visto ou feito antes. 

Não é difícil. É trabalhoso e é para todos!

Estou indo para a 3ª turma de 2020 da Imersão em Marca Pessoal e Marketing Pessoal digital  pois as anteriores foram um grande sucesso.

Nessa imersão, eu entrego o passo a passo para construir uma Marca Pessoal forte e se tornar uma Referência Inspiradora no seu mercado. São práticas possíveis para você impulsionar seu Marketing Pessoal nas redes sociais com Conteúdo Humanizado.

É pra quem quer começar 2021 com a marca pessoal preparada.

Não é para quem gosta de marketing agressivo e sensacionalista que vai contra os seus valores humanos, que te deixa desconfortável e que desrespeita as pessoas.

Eu tô falando de um método descomplicado para você seguir com leveza e autoconfiança e alcançar seus objetivos profissionais a partir de um marketing digital gentil e humanizado. 

Se você tem valores humanos fortes, deseja comunicar seu propósito de forma autêntica nas redes sociais e conquistar a confiança das pessoas, essa imersão é para você.

Te convido pra entrar na imersão Humanize a Sua Marca

Serão 4 dias online e ao vivo comigo, em dezembro.

Esse é o meu principal treinamento junto ao Marketing de Gentileza AcademySe depois de ver todos os benefícios você ainda tiver dúvidas se essa imersão é para você, me envie uma mensagem pra gente bater um papo.

Acesse: http://humanizeasuamarca.com/

Independentemente de qualquer coisa, eu espero sinceramente que este artigo tenha te presenteado com alguma reflexão e te inspirado a tomar alguma ação positiva para que sua vida profissional prospere cada vez mais.

Obrigada por ter chegado até aqui. Pra mim, é sempre um grande prazer compartilhar meu conteúdo e contribuir com a nossa comunidade. 

Comunidade Marketing de Gentileza
Laíze Damasceno
Laíze Damasceno Seguir

Fundadora do Marketing de Gentileza, LinkedIn Top Voice Brasil, mentora de marketing, escritora e palestrante. Ajudo pessoas e negócios a conquistarem o reconhecimento e a confiança do público por meio de estratégias de mkt e conteúdo humanizado.

Ler conteúdo completo
Indicados para você