[ editar artigo]

Escreva para as pessoas e não para os números!

Escreva para as pessoas e não para os números!

Isso mesmo que você leu. Muitas pessoas, e tenho certeza que você é uma delas, ainda ficam preocupadas em escrever para os números, curtidas, visualizações em vez de escrever para as pessoas, suas transformações e com isso conquistar sua empatia, confiança e inspiração.

Sempre que realizo uma consultoria, mentorias ou realizo as conhecidas caixinhas de perguntas no instagram quanto a produção de conteúdo para LinkedIn e demais redes sociais, o tema: CONTEÚDO e VISIBILIDADE são os mais disputados entre os assuntos com mais dificuldades ou busca de entendimento de como ter melhores resultados.

É sempre “Alê meu post ou artigo não teve muitas curtidas e nem visualizações. O que eu faço? Estou pensando em desistir”.

E se tem uma coisa que me deixa em alerta e ao mesmo tempo chateada, é ver esse tipo de pensamento e preocupação quanto a entrega que as pessoas realizam em seus conteúdos dentro do digital.

Muitos acabam se apegando a famosa a “métrica da vaidade ou do ego” por não conseguir exibir grandes números de visualizações em um post porque vive se comparando com outras pessoas e seus conteúdos.

Acredite, quando você para de medir seus resultados através dos números, as coisas acontecem, sabia?

Eu já tive publicações minhas que eu acreditava que iria “bombar” dentro do LinkedIn e no entanto, flopou (gíria que usamos no digital que significa não fazer sucesso) e tive postagem que sabia que poderia ter resultado relevante e no entanto, acabou tendo um de retorno acima do esperado e que mesmo depois de dias, meses e até anos, ainda são curtidos e comentados.

A mesma coisa acontece com você e seu cliente. Você só consegue realizar uma venda quando decide focar mais em mostrar a transformação que seu produto ou atendimento resulta do que de fato vender.

Você já deve ter lido ou ouvido aquela frase: venda sem parecer que está vendendo? É com esse pensamento que grandes marcas como Nike, Coca-Cola, Samsung, Apple, Natura e por aí vai conseguem gerar confiança, empatia e vendas sabe por quê?

Porque eles não vendem números e quantidades. Eles vendem histórias, soluções, bom atendimento, qualidade. 

Vendem transformação!

Quando não focam no real motivo e sim na forma como fazer isso.

Sem pensar nos números primeiro e sim nas pessoas.

Por isso, você só vai entender a forma como seus conteúdos engajam dentro de uma rede social ou uma vende acontece, quando você decidi testar, arriscar novos formatos, tentar técnicas, olhar para seu cliente e sua audiência e entender o que eles precisam, querem e desejam. 

Vai conseguir quando se desprender de regras, hacks e fórmulas mágicas que insistem em querer ensinar por aí.

Quando você para de focar no que não agrega, você cresce e conquista.

Escreva pensando no impacto e transformação que for causar. Só pense nisso!

O que quero dizer que isso tudo?

Que você precisa parar de querer escrever para números. Não são eles que serão transformados, que irão dar seus feedbacks mais incríveis, que se tornarão seus fãs e consumidores assíduos.

Comece a escrever para as pessoas. Em como você pode ajudar, ensinar, solucionar um problema de forma prática, a inspirar a pessoa na jornada dela. Comece a escrever para transformar a vida de quem for ler, escreva para se conectar com sua audiência.

Tem uma frase maravilhosa que adoro do Rodnei Silva (já deixo uma tarefa de casa para seguirem no LinkedIn e apreciarem seus textos) que levo comigo desde o dia que eu li que é,

Se você quer que seu conteúdo seja bem sucedido, faça a pessoa sair melhor do que estava quando entrou nele.

E é isso, é você escrever para, muitas das vezes, mudar a rota, pensamento e execução de quem o consome.

Sabe qual o segredo para escrever para as pessoas e seu conteúdo engajar?

Se tem uma coisa que muitas pessoas desejam, hoje no digital, é saber qual o segredo para ter um conteúdo e escrita que engajam e com isso, gerar visibilidade, referência, resultados, vendas e confiança junto a sua audiência e clientes.

O segredo desse bom conteúdo seria,

mais do que escrever com técnica você precisa escrever com coração.

Leia mais: Saiba qual é o segredo para ter um conteúdo e escrita que engajam!

Quando você começa a escrever com coração, vontade de ajudar e transformar e não com pensamento de “quantas curtidas será que ganharei nesse artigo/post”, você começa a entender o jogo e principalmente, a entender quem realmente importa dentro dessa jornada que são: AS PESSOAS!

Por isso, antes de querer pensar quanto o seu conteúdo irá engajar dentro da rede, queira saber de que forma ele irá se aproximar das pessoas que irão ler, aprender, inspirar e se transformar.

Esse é o resultado mais bacana e que você deveria se preocupar.

Mas não é importante analisar os números?

Claro que sim! E é importante desde que seja no sentido do verbo usado: analisar!

Os números, dados ou informações sobre a performance do seu conteúdo na web é importante sim para você saber como está e o que pode melhorar, mas não prioridade para conquistar o que deseja que é seu conteúdo lido.

Os números serão resultados de algo ou ação que você realizou antes de imaginar tê-los! Seriam as consequências de um bom conteúdo!

Por isso, nunca esqueça que,

NUNCA SERÃO NÚMEROS. SERÃO SEMPRE PARA E COM PESSOAS!

 

Faz sentido?

Comunidade Marketing de Gentileza
Alessandra Frazão
Alessandra Frazão Seguir

Uma estrategista em Comunicação e Marketing Digital que acredita que comunicação é mais que comunicar. Comunicação é saber se conectar, transformar, influenciar e com isso fazer a diferença na vida das pessoas. Vem comigo! :D

Ler conteúdo completo
Indicados para você