[ editar artigo]

Empreendedorismo e o setembro amarelo

Empreendedorismo e o setembro amarelo

Neste mês vemos uma divulgação ampla a respeito do Setembro Amarelo na mídia e nos diversos canais em que as pessoas se encontram, e neste artigo eu gostaria de falar a respeito disso, já que é um assunto importante e que ainda é pouco falado.

O setembro amarelo é uma campanha criada em 2014 pela Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP e Conselho Federal de Medicina – CFM, com o objetivo de prevenir o suicídio.

São registrados cerca de 12 mil suicídios no Brasil anualmente e mais de 1 milhão no mundo. É triste e o número aumenta entre os jovens. Claro que é um assunto desagradável, pois é melhor falar da vida do que da morte.

E o que isso tem a ver com empreender? É simples, vivemos em uma sociedade que coloca glamour em boa parte das coisas e nos últimos tempos não foi diferente no mundo dos negócios. O empreender é a salvação, todos podem, todos devem, busque o seu sonho. A tv mostra programas onde muitos levam suas ideias e os shark tanks vão investir nela e por aí vai.

Nada contra, é um processo que abre os olhos de muita gente para buscar novos sonhos e oportunidades. Só esquecemos de colocar a pitada de realidade necessária, que nos mostra que o caminho é árido e difícil. Que muitas vezes nos traz ansiedade, medo, insegurança e frustrações, caso não haja controle esses sentimentos podem desencadear em depressão ou alguma forma de fuga perigosa.

E no mundo glamourizado que vivemos aparência é tudo, todos devem parecer bem sucedidos, vitoriosos, dominadores do mercado, não se pode mostrar fraqueza.

Veja quantos empreendedores desapareceram com a pandemia. Quantos sonhos foram interrompidos? É neste momento que os cuidados devem ser tomados.

Eu escrevo sobre esse assunto com tranquilidade, pois eu vivi anos da minha vida lutando com a depressão em um vai e volta emocional interminável e posso garantir que o abismo é profundo e escuro. No momento que busquei ajuda profissional, depois de alguns anos recuperei a saúde emocional e pude viver com equilíbrio e alegria novamente.

Assim, gostaria de deixar alguns pontos para nossa reflexão e ação:

  • Empreenda, busque os seus sonhos, mas tenha os pés no chão.

Você pode e deve fazer mudanças na sua vida e arriscar coisas novas, mas saiba que os percalços virão e você deve estar preparado para eles, consciente que é um processo que será diferente com cada pessoa. Não acredite tanto na mídia e nas grandes promessas. Construa o seu caminho passo a passo, avaliando as suas emoções.

Para empreender é necessário se auto conhecer para não cair em buracos na própria alma e ficar lá paralisado. Não glamorize o processo, seja o mais realista possível.

  • Planeje a sua jornada, o caminho vai ficar mais seguro.

É impossível planejar todos os detalhes até porque a estrada é sinuosa e surpresas virão, mas avalie constantemente e volte atrás se necessário, refaça, pense em todas as possibilidades. Guarde recursos, busque opiniões de quem já trilhou o caminho, se aproxime de pessoas experientes. Isso será muito importante nos momentos de dúvida e insegurança e acredite, esses momentos chegarão.

Você não precisa ter pressa, o seu objetivo é viver a vida e ela tem pelo menos 80 anos ou mais se nada acontecer antes.

  • Assuma um compromisso com você, não com os barulhos em volta.

A jornada é sua. Cuidado com um mundo de gente e de situações que falam que você tem que ser ou fazer o que não tem nada a ver com a sua pessoa ou personalidade, que os resultados devem ser X ou Y. Não caia em copys e gatilhos mentais, ninguém conhece a sua história e as suas dores, suas qualidades e limitações.

Cada pessoa é diferente e vai trilhar um caminho distinto com obstáculos que não serão os mesmos. O que vale para muitos talvez não tenha valor para você. Então, não fique ansioso com a próxima headline que vai prometer uma solução instantânea.

  • Ao menor sinal de dificuldade busque ajuda

Quando temos alguma dificuldade, principalmente emocional relutamos em pedir auxílio.

Porque? Porque ficamos altamente vulneráveis e expostos aparecendo a nossa fraqueza e limitação. Lembra que eu falei antes que o mundo é dos fortes? Hoje até para sermos humanos precisamos pedir licença. Ei! Me dá 5 minutos aí para eu ser gente normal!

Por isso, a barra pesou? Procure ajuda profissional ou converse com um amigo, familiar ou conselheiro. Uma simples conversa pode salvar uma vida.

  • Ser bem sucedido não é ter um grande empreendimento apenas, mas ter uma vida equilibrada.

Sem dúvida nós trabalhamos para ter resultados e melhorar nossa vida, precisamos de dinheiro, de reconhecimento é claro. Queremos construir algo para melhorar a vida das pessoas e da sociedade. Mas na correria da construção o nosso EU pode ficar de lado e isto não pode acontecer. Externamente você pode estar no lugar mais alto e brilhante e, ao mesmo tempo, internamente na prisão mais gelada e úmida.

O que é preciso? Cuidado, somente isso. Procure ter os pés no chão, ter atitudes que te levem ao descanso, ao relaxamento, rever seus motivos e valores, dividir as cargas, caminhar com realismo.

Ok. Tudo isso parece óbvio. Será? Por que então foi estabelecido o setembro amarelo? É sinal que as coisas não estão tão bem assim.

Voltando ao meu caso, depois de anos de tratamento reencontrei o equilíbrio, a saúde e a vida. Mas posso te dizer que o processo é altamente sofrido. Eu tive muita graça de Deus, uma família incrível e uma profissional da psicologia que acreditou em mim.

Eu posso falar que sair da depressão foi uma das maiores experiências da minha vida, pois eu tive a oportunidade de passar a alma a limpo e apesar do sofrimento é uma grande oportunidade de você se reconstruir e sair muito melhor. E o que me chamou mais atenção foi que o mais importante além da terapia, foi o amor que me foi dado nesse processo, isso trouxe a cura.

Fique atento a você e aos que estão ao seu lado, para que a cada setembro possamos celebrar mais a vida e diminuir essa estatística.

É uma questão de prevenção para nós e para o outro.

Comunidade Marketing de Gentileza
Kleto Castro de Faria
Kleto Castro de Faria Seguir

Ajudo as pequenas e médias empresas a implementarem ações de marketing digital para desenvolverem suas ações no mercado. Mídias sociais e produção de conteúdo.

Ler conteúdo completo
Indicados para você