[ editar artigo]

Descubra sua motivação e fuja dos sabotadores emocionais

Descubra sua motivação e fuja dos sabotadores emocionais

 

Você consegue reconhecer quais são as ações e pensamentos que te impedem de buscar efetivamente os seus sonhos? Você reconhece as suas verdadeiras motivações? Mergulhe comigo nessa jornada de autoconhecimento. Vamos pensar em quais são os nossos motivos para agir e como nos livrar dos sabotadores emocionais.

O que te move? 💪🌻

#Motivação - no dicionário é a “série de fatores - de natureza afetiva, intelectual ou fisiológica - que atuam no indivíduo, determinando-lhe o comportamento”.

“Quando você finalmente descobre sua motivação intrínseca, que vem de dentro, voltada aos seus interesses e ao que lhe agrada, você desperta comportamentos autodeterminados, ou seja, você dá início a uma série de ações voltadas à satisfação de necessidades internas e que te oferecem uma sensação de #autocontrole e #autonomia”, esclarece @Nina Taboada em seu livro “Psicologia no Cotidiano”. 💬💙

 

Neste sentido, há alguns posts recentes eu falei sobre minhas Âncoras de Carreira, ou seja, o mix de motivos, valores e competências que refletem as minhas motivações profissionais.

⚓Duas delas foram: dedicação a uma causa; saúde e #bemestar

Tendo reconhecido o que me motiva a ação, posso pensar nos entraves que me impedem de alcançar meus objetivos. Em outras palavras, agora posso buscar reconhecer quais são as ações e pensamentos que me sabotam e me impedem de buscar efetivamente os meus sonhos.

“O que te impede de dar o salto para a transformação que deseja?” 🤔

Sabotadores e Inteligência Positiva

No seu livro Inteligência Positiva, Shirzad Chamine – presidente da Coaches Training Institute (CTI) – desenvolveu uma teoria sobre os Sabotadores da Mente.

São pensamentos que nos bloqueiam, inibem nossas potencialidades por motivos variados – medos, traumas, inseguranças... Atuam, de certa forma, para nos proteger dos riscos, mas acabam por nos sabotar na tomada de decisão mais assertiva em prol das nossas reais motivações.

O especialista enumera os 10 maiores sabotadores emocionais:

1. CRÍTICO

O crítico é o principal sabotador e, de certa forma, está presente em todas as pessoas. Ele faz com que a pessoa esteja sempre analisando negativamente os outros e a si mesmo. Está sempre pessimista em relação as próprias habilidades e competências e ainda sobre as circunstâncias.

Esse sabotador gera insegurança, ansiedade, baixa estima, estresse, decepção, culpa, entre outras emoções e estados. 

Em síntese, as pessoas tendem a ter esse sabotador como regente e acumular outro ou ainda mais.

2. INSISTENTE

O sabotador insistente nunca está satisfeito. Está sempre em busca de um perfeccionismo exacerbado. Podem ser exageradamente metódicos. Está sempre decepcionado de não alcançar suas próprias expectativas. Seja sobre si mesmo ou sobre o outro. E isso gera um mal-estar coletivo, pois ninguém parece estar “a sua altura”.

3. PRESTATIVO

A busca por aceitação e por um reconhecimento afetivo é marca do sabotador prestativo. Podem tornar as pessoas dependentes das outras ou fazê-las abandonar as suas próprias necessidades e demandas para atender aos desejos dos outros.

“Ser prestativo”, aqui, deve ser entendido em sentido negativo, de alguém que age, muitas vezes, contra seus próprios sentimentos para que não seja negativamente julgada pelos outros. Oculta seus desejos por medo e insegurança e acaba ressentida.

4. HIPER-REALIZADOR

O sabotador hiper-realizador não consegue usufruir dos resultados que alcança por estar constantemente em busca de novas realizações. Acha que só será digno de respeito se estiver sempre realizando coisas novas incessantemente. Tende ao vício no trabalho e por títulos.

Acabam renunciando a relacionamentos e desgastam sua saúde mental e emocional na busca desenfreada por acumular conquistas, que acabam nunca lhe rendendo real satisfação e benefício. Sua imagem é mais valiosa do que sua própria essência.

São vaidosos, podem ser ególatras e preocupam-se demais com a aparência, mais até do que com a qualidade de vida. Arrependimento e vaidade estão entre as consequências comuns para estas pessoas.

5. VÍTIMA

São pessoas que estão sempre se colocando negativamente como mártir. Inventam desculpas para a sua falta de iniciativa ou baixos resultados. Costumam culpabilizar outras pessoas e as inseguranças para justificar suas ações ou a falta delas.

São pessimistas, extremamente carentes, remoem o passado de modo intenso e sem visão de futuro. Sentem-se mal compreendidos, porém não são honestos com os próprios sentimentos.

O acúmulo de negatividade e a insegurança levam essas pessoas a apatia, depressão, raiva acumulada e a uma fadiga física e mental constante.

6. HIPER-RACIONAL

O sabotador hiper-racional não permite que se abra espaço para emoções e amenidades. Costumam ser frios com as pessoas e suas próprias emoções. Possuem dificuldade de relacionamento e podem ser bem arrogantes. São impacientes, inflexíveis e pouco tolerantes.

7. HIPERVIGILANTE

O sabotador hipervigilante é ansioso a enésima potência. Sua mente nunca descansa, pois está frequentemente analisando cenários catastróficos e situações inimagináveis – muito além da realidade.

O estresse a domina por ver riscos em todos as circunstâncias e relacionamentos. Isso pode levá-lo até a inatividade. Não agir e não ser capaz de decidir por medo. Está sempre esperando o pior de tudo.

8. INQUIETO

O sabotador inquieto é alguém que não para sequer para respirar. Não entendem a importância das pausas e estão sempre impacientes. São negativamente intensos e exagerados.

Sempre em busca de uma paz e alegria inatingível, pois não se permitem desacelerar. Focam em se manter ocupados, olhando para o futuro e deixam as boas emoções do presente passarem desapercebidas.

9. CONTROLADOR

Estão sempre em busca do controle das situações e relacionamentos. Não sabem lidar com situações que escapem a sua vontade e podem se sentir desnorteadas com isso. Tendem a impaciência, possessividade, egoísmo e dificuldade de trabalhar em equipe.

10. ESQUIVO

O sabotador esquivo, como o nome nos leva a deduzir, é aquele que está sempre fugindo das situações que lhe demandem atenção, foco e dedicação. Costumam ser procrastinadoras, preguiçosas e até covarde. Preferem perder ou abrir mão de algo bom (relacionamento, um bem ou um projeto profissional) do que ter trabalho para conquistá-lo. E, aos poucos, sentem o arrependimento e a ira tomar conta de si. Sufocam-se com as próprias amarguras.

***

Conseguiu identificar espontaneamente seus sabotadores?

No site Companhia das Letras há um teste inspirado no livro “Inteligência Positiva”, que lhe ajudam a iniciar esse processo de autoconhecimento e sabedoria emocional. Clique aqui para conhecer ou acesse www.companhiadasletras.com.br/testeinteligenciapositiva.

- O que me motiva a ação?

Retomando as minhas motivações (dedicação a uma causa; saúde e bem-estar). Vou aprendendo a lidar com os sabotadores que me afetam em diferentes momentos.

E entre as ações para lidar com esses sabotadores é importante acreditar mais profundamente em minhas potencialidades; tomar decisões mais objetivas; ousar; criar minhas próprias oportunidades e não ter receio de recomeçar.

E esse processo envolve autoconhecimento, persistência, paciência, inteligência emocional, motivação e, especialmente, senso de #autorresponsabilidade.

- E o que tenho feito para garantir esses objetivos?

⚓ O #trabalhovoluntário foi uma forma que encontrei de me dedicar a uma causa social. E ajudar espontaneamente outras pessoas com informações e ferramentas que, para mim, são simples e inerentes.

E busco alianças e oportunidades junto ao #TerceiroSetor, Ongs e instituições ligadas à Educação; desenvolvimento de pessoas; qualificação profissional; #empreendedorismosocial; #economiacriativa e #sustentabilidade (social, econômica e ambiental).

⚓Na busca equilibrada entre vida pessoal e profissional, o trabalho autônomo e o freelance em home-office tem sido reconfortante e motivador. Confesso sentir falta do contato pessoal e presencial (agravado com a pandemia).

Pois eu gosto de pessoas, de me conectar com histórias e experiências, de aprendizado contínuo e colaborativo.

É isso que quero e que motiva e me anima a ação! E a você?

***

Esse artigo é inspirado na pergunta-desafio 09 de 11 da jornada de #autoconhecimento e #autoliderança, intitulada “Aprenda Mais sobre Você”, da Laize Barros. Desafie-se!

Comunidade Marketing de Gentileza
Bianca Piquet
Bianca Piquet Seguir

Formada em Comunicação Social, Jornalismo, e pós em Marketing Educacional. Minha paixão está nas áreas da Educação e Ação Social. Sou freelancer produtora de conteúdo e analista de mídias sociais. Vamos compartilhar conhecimentos e experiências?

Ler conteúdo completo
Indicados para você