[ editar artigo]

Criatividade: Como as crenças limitantes afetam o processo criativo?

Criatividade: Como as crenças limitantes afetam o processo criativo?

1. Importância da Criatividade

Para contextualizar, vale lembrar que com os avanços tecnológicos, as mudanças no mundo se tornaram exponenciais e várias funções operacionais, repetitivas e lineares vem sendo substituídas pela máquina.

Ao comparar máquinas versus humanos, é claro que a máquina pode produzir muito mais do que uma pessoa. Simplesmente não dá pra competir.

Não é motivo para preocupação! O que o humano faz melhor do que a máquina? O diferencial do humano é SER HUMANO!

A Criatividade, Adaptabilidade e Gerenciamento de Tempo estão entre as chamadas Habilidades DuráveisHabilidades Poderosas e são consideradas como um Seguro de Carreira. — Fórum Econômico Mundial — Maio 2019.

Existem inúmeras publicações sobre as habilidades que são importantes para o futuro e em todas elas, a Criatividade está presente. Com o passar dos anos, ela vem ganhando posições cada vez mais altas no ranking.

2. Crenças Limitantes

Imagine que para ser mais CRIATIVO, você precisaria fazer uma atualização de seu software, porém NÃO HÁ espaço na sua memória. Para liberar espaço você precisa eliminar alguns aplicativos que sobrecarregam o sistema.

Esses aplicativos são as CRENÇAS LIMITANTES:

Criatividade é somente para artistas;

- Criatividade é somente para pessoas que tem um talento ou dom;

- Ideias criativas são aquelas inéditas;

- Ideias criativas são aquelas que surgem de um insight repentino.

Ao contrário do que se pensa, a CRIATIVIDADE é para qualquer tipo de pessoa ou profissão: médico, advogado, engenheiro, vendedor, arquiteto, pintor, funcionário público, dona de casa…

3. Definições de Criatividade

· Criatividade é: uma ferramenta para a solução de problemas.

Esses problemas não precisam ser os maiores problemas da humanidade. Qualquer necessidade de tomada de decisão requer uma escolha e essa escolha pode ser de forma tradicional ou criativa. É claro que não precisa aplicar a criatividade para problemas ordinários, esses levam a solução padrão. Mas existe um percentual de problemas que precisam de uma solução criativa.

· Criatividade é: aplicação prática da Imaginação.

Sabe quem é especialista em imaginação? As crianças.

EXEMPLO:

Para ilustrar a diferença entre a mente da criança e do adulto.

Há dois anos, a minha filha caçula que estava com 4 anos, recebeu uma atividade da escola que dizia: O que vai acontecer depois? Conte e desenhe.

 

Olhando para o desenho, imediatamente questionamos: Mas você não viu a casca de banana no chão?! Ele não tinha que tropeçar?!

A resposta imediata dela foi: Sim! Ele caiu e já levantou. Não está vendo o machucado na testa dele?!

Além da imaginação, é importante falar sobre MENTALIDADE.

Uma referência que eu vou deixar aqui é o livro Mindset, que mostra que há dois tipos de mentalidade: a mentalidade fixa e a mentalidade de crescimento.

Em resumo, quem tem a mentalidade fixa predominante, prefere não encarar desafios novos, tem receio de serem colocados à prova, pois não lidam bem com suas próprias falhas e por isso, preferem ficar na zona de conforto onde dominam e podem ter seu êxito mais sob controle.

As pessoas de mentalidade de crescimento, acreditam que com treino e dedicação podem adquirir qualquer objetivo ou habilidade. Se sentem estimuladas pelos desafios e poder vencê-los.

· Criatividade é: imaginação usada para combinar criações já existentes para resolver um problema.

O livro De Onde Vem as Boas Ideias, traz a teoria do Possível Adjacente, que aborda a possibilidade de evolução gradativa das ideias. É como que se uma ideia para saltar de um ponto A para o ponto D, precisasse passar pelo ponto B e C. Estou explicando de uma forma bem simples, pois a intenção é mostrar que as ideias surgem de outras ideias e que a preocupação de ter ideias exclusivas e inovadoras, atrapalham o processo criativo.

Dois exemplos:

Criação da Prensa: a História da criação da prensa por Gutemberg, teve como inspiração as prensas de vinhos. A técnica de prensa já existia na China e Japão, mas usavam um método diferente.

Criação do velcro: A ideia criada por George de Mestral, surgiu quando ele voltava de uma viagem de caça, e precisou remover das roupas um tipo de carrapicho.

· Criatividade é: parte de um processo criativo que sempre começa com um problema.

A palavra “eureka” é sinônimo de encontrar, descobrir, ter uma ideia.

Ela ficou muito famosa e passa o entendimento que uma ideia criativa surge do nada como um insight repentino.

Conta-se que o cientista Arquimedes foi desafiado pelo Rei Hierão a descobrir se sua Coroa era feita somente de ouro. Arquimedes, com seus conhecimentos de matemática, sabia que para isso deveria determinar a densidade da coroa e comparar com a densidade do ouro. O problema era como medir o volume da coroa sem precisar derretê-la.

Arquimedes descobriu a solução quando entrou numa banheira com água e observou que o nível da água subia quando ele entrava. Nesse momento deduziu então que para medir o volume da coroa bastava mergulhar em água e calcular o volume de água deslocado, o que deveria ser equivalente.

A história por trás desse termo revela que esse momento eureca foi parte de um processo criativo.

4. Processo Criativo

· Preparação (entender o problema);

· Incubação (problema no inconsciente);

· Iluminação (ideia);

· Verificação (colocando em prática)

O Murilo Gun, que tem um curso de Criatividade chamado Reaprendizagem Criativa, fez uma adaptação do processo criativo da seguinte maneira.

INPUT: ao receber um problema, você acessa seus inputs, que compõem o seu repertório. São suas experiências ao longo da vida.

COMBINAÇÃO: combinar com ideias já existentes.

OUTPUT: transformar o problema numa solução criativa.

FEEDBACK: implementação da ideia fazendo um loop de feedback e masterização que é a melhoria contínua.

Agora que você já conhece as crenças limitantes, já pode eliminá-las de vez da sua vida.

Para começar a ser mais criativo, você precisa: acessar seu repertório; ficar atento a um novo olhar sobre diversos assuntos; usar a imaginação e mão na massa!

Comunidade Marketing de Gentileza
Ler conteúdo completo
Indicados para você