[ editar artigo]

Começar de novo

Começar de novo

Há quase 2 anos resolvi voltar ao mercado de trabalho, voltar não, resolvi entrar de vez em algo que me tornasse uma pessoa útil, um ser humano criativo, ativo e satisfeito.

Sou uma mulher de 42 anos, solteira e sem filhos. Aos olhos da maioria sou livre, mas além de ir  vir, comecei a questionar essa minha tal liberdade.

Por que mesmo livre, me sentia presa em minhas ideias limitantes sobre mim mesma?  E aqui um parênteses: essas crenças limitantes a respeito de eu ter feito o suficiente dentro da minha aptidão profissional.

Faço o que gosto, administro meu tempo relativamente bem e o que não está de acordo, deixarei que o tempo e alguns pormenores tomem conta do acaso e assim, seguirei meu rumo. E não é que o acaso me pegou de surpresa?

Talvez a pandemia acelerou uma decisão que deveria ter sido tomada antes de acontecer. Talvez...

 Fazia da leitura uma companhia constante e isso me fez ler 8 livros em 6 meses, todos alugados da Biblioteca Municipal da minha cidade. Minha sede por conteúdo variava entre romances e biografias, queria me encontrar em alguma história e assim, encontrar a resposta vinda de alguém que por ventura tivesse passado pelas mesmas dúvidas em que eu me encontrava. Era fácil me identificar com alguma personagem da Jane Austen.

Tinha várias respostas e uma delas era simples e objetiva mas ainda sim, incerta. E se o meu problema era não ter feito o que a imensa maioria  das mulheres fazem: casar e ter filhos. Mas isso é um problema ou uma escolha?

A minha liberdade era justamente esta, ser diferente. Agora livre, porque essa dúvida em estar ou não, no lugar certo, fazendo a coisa certa me consumia? 

Engana-se ao afirmar que eu era infeliz, não era.  Este era o meu problema, não ter problema ou estar em uma zona de conforto na qual fazia das minhas pretensões algo desnecessário. 

A escrita sempre foi um refúgio, um caminho do meio a minha espera e sempre me encontrei ao passar para o papel o que latejava dentro de mim.

Escrevia textos autorais, escrevia sobre personagens de filmes favoritos e até sobre futebol, sim, comecei a entender o lado tático e resenhei a Copa de 2006, fiz um blog que rendeu alguns textos em um site sobre futebol.

Agora vem a novidade, o começar de novo, fazendo o que eu seu fazer mas agora de um jeito diferente. Quero escrever, inventar uma estória, um caminho que eu possa chamar de meu, quero ser egoísta e dizer, deixa que eu vou e faço do meu jeito, vou errar sim, mas o acerto é logo ali. 

Esta comunidade chamou minha atenção porque a palavra gentileza abre caminhos, e escrever sobre isto, faz de mim uma gentil e promissora atuante deste mercado digital. 

Espero escrever mais por aqui. 

Com carinho, 

Tatiana da Luz S.

 

Comunidade Marketing de Gentileza
Tati Da Luz
Tati Da Luz Seguir

Produtora de Conteúdo Escritora e redatora web DESIGNER

Ler conteúdo completo
Indicados para você