Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

6 passos para enfrentar conversas difíceis

6 passos para enfrentar conversas difíceis
Flávia Lippi
abr. 27 - 5 min de leitura
0 Curtidas
0 Comentários
0

Se você abriu esse texto, é porque em algum momento da sua vida precisou ter uma conversa difícil com alguém. Pode ser seu líder no trabalho, um membro da sua família, alguém que mora com você ou até um desentendimento com um estranho.

Fato é que a habilidade de comunicação é uma das principais soft skills e um dos pilares do sucesso de qualquer relação no mundo em que vivemos, seja na esfera pessoal ou profissional.

Por isso, é inevitável que no meio do caminho tenham algumas conversas mais espinhosas, por qualquer que seja o motivo. Pode ser que você e a outra pessoa tenham pontos de vista diferentes sobre um determinado assunto. Desde time de futebol até política, motivo é o que não falta para que uma polarização trave a gente de tal maneira que nós não conseguimos mais avançar em uma conversa.

Sabe aquela hora que parece que não tem saída e aquilo nunca vai ter fim?

Então, descobriram a solução para isso rsrsrs. Ou melhor, pelo menos algumas dicas que vão te ajudar a manter uma postura aberta e curiosa para a construção da melhor solução possível para esse impasse.

Quem discute esse tema a fundo é a jornalista Mónica Guzmán, que entrevistou centenas de pessoas e analisou quais as principais dificuldades quando estamos tendo diálogos difíceis – e como superá-las.

Separa o caderninho e anota aí para quando você precisar ter uma conversa desafiadora com alguém:

  1. Lembre que as suas opiniões são um produto do seu momento atual. Sabe uma comida que você nunca gostou e agora está começando a ir mais com a cara dela, ou um esporte que você não conhecia mas está curtindo acompanhar? Tudo isso é resultado de estar aberto a novas experiências, e faz todo o sentido quando nós lembramos que as nossas opiniões não são a verdade absoluta – mas sim um retrato de quem nós somos hoje.
     
  2. Mude a maneira de perguntar. Se você está em um embate com outra pessoa e a conversa não está dando resultados, faça uma pergunta para explorar um outro ponto de vista. Tente entender, por exemplo, porque o seu interlocutor está priorizando detalhes que você acha que não são relevantes com perguntar como “estou vendo que isso é importante para você, me fala mais sobre isso?”
     
  3. Escute mais do que fala. Essa dica é válida até para as conversas que não são desafiadoras. Perceba quantas vezes você interrompe quem está falando com você no dia a dia. Faça pausas, aprenda a ouvir e não só a falar.
     
  4. Reconheça quando você concordar com algo que a outra pessoa falar. É muito fácil a gente encarar uma conversa difícil como tendo um vencedor e um perdedor, mas não é bem assim. A ideia é tentar entender o ponto de vista do outro e resolver o problema que originou a conversa em primeiro lugar. Por isso, tudo que você puder agregar para reduzir essa posição de antagonismo vai ajudar você e a pessoa com quem você está conversando a avançarem. Por exemplo, você pode falar para o seu líder que concorda que um projeto deveria ter sido realizado de maneira diferente, mesmo que os seus motivos para crer nisso sejam diferentes dos dele.
     
  5. Se precisar, faça uma pausa e comece de novo. Sabe quando a gente fica numa discussão por horas e nunca chega a lugar nenhum? Quando isso está acontecendo, a melhor coisa a se fazer é dar um tempo na conversa e começar de novo. Se estiverem em uma mesa, levante-se e ofereça um copo de água para a outra pessoa. Em conversas online, você pode sugerir um intervalo e trocar de ambiente. Assim, você volta com uma perspectiva nova e mais disposto a avançar.
     
  6. Não tenha medo de dizer que não sabe algo. Isso não é uma coisa que somos ensinados a fazer, e por isso pode criar um pouco de estranheza. Mas admitir que você não entendeu um conceito ou não sabe uma informação estabelece uma relação de honestidade com a outra pessoa e ajuda a evitar mal entendidos na comunicação. Por isso, cultive esse hábito.

E se seu te dissesse que você pudesse desbloquear todo o seu potencial através de um conhecimento ancestral?

Se quiser receber dicas práticas e insights que podem te ajudar a desenvolver sua produtividade sem perder a saúde e conhecer mais o Biohacking raiz, me siga nas redes sociais em @flavialippi.

Entre também no nosso grupo do Telegram: https://t.me/aequacao


Denunciar publicação
0 Curtidas
0 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você


Comunidade Marketing de Gentileza

Verifique as políticas de Privacidade e Termos de uso

A Squid é uma empresa Locaweb.
Todos os direitos reservados.