[ editar artigo]

2020 UM ANO PARA ESQUECER OU PARA CELEBRAR?

2020 UM ANO PARA ESQUECER OU PARA CELEBRAR?

 

Sim, 2020 foi um ano no mínimo diferente, em poucos meses houveram mudanças e acontecimentos nunca vistos na história da humanidade. E neste artigo quero refletir um pouco sobre estes acontecimentos.

A vida mudou como em um passe de mágica, restrições, problemas, dificuldades, medos, inseguranças, etc. Parece que um terremoto abalou as nossas vidas e o planeta se torna um habitat de vírus.

Até perdemos um  pouco da nossa identidade já que as máscaras cobriram nosso rosto.

Enfim, negócios quebraram, outros sobreviveram apenas para pagar as contas, outros até prosperaram, mas não podemos negar que ninguém estava preparado para o que se descortinou diante de nós.

Apesar de tudo, a humanidade teve uma grande oportunidade para refletir, sobre seus valores, suas prioridades, seu significado e a respeito de quem realmente somos. Alguns refletiram mais, outros nem tanto, apenas seguiram suas vidas. O mundo digital que até então era algo irreal para muitos se tornou a própria realidade. Não foram poucos os que aumentaram muito suas contas bancárias, enquanto outros empobreceram da noite para o dia. No final das contas a maioria teve que reaprender algo, desde trabalhar, construir algo novo e até mesmo conviver com as pessoas, na medida em que fomos obrigados a ficar mais em casa, pois até isso conseguimos esquecer.

 Mas a pergunta que eu faço é a seguinte: O que ficou deste ano para cada um de nós? Foi um ano terrível? Foi um ano bom? Cada um terá que encontrar a resposta para essa pergunta. Particularmente para mim foi um ano em que eu segui nos meus projetos com já fazia antes e os resultados não mudaram muito, o que não me preocupa, já que meus objetivos são a longo prazo. Mas não há dúvida que quando paro para refletir vejo o quanto o ser humano é limitado e não pode controlar quase nada na sua vida. Ao mesmo tempo que conseguimos realizar coisas grandiosas, ficamos presos e limitados por causa de um vírus microscópico e por decisões de quem detém o poder.

Tantos perderam seus negócios, seus empregos, seus familiares, suas esperanças, outros acharam grandes oportunidades, é a vida se desenrolando e cada um se adaptando da maneira que consegue.

Ainda temos grandes batalhas para enfrentar, não há dúvida, não sabemos ao certo o que nos aguarda, o que sabemos é que precisamos seguir em frente, buscar soluções, enfrentar os desafios e vivermos uma vida digna. Para mim a lição que ficou foi que a vida está cheia de relatividades, pouca coisa é concreta, a vida é hoje, o resto ninguém sabe.

Entramos na semana do Natal e certamente será uma comemoração diferente por causa das restrições. E acredito que seja uma boa oportunidade para refletirmos mais profundamente no significado desta festa. O próprio Deus decidiu ser como nós, saiu da Sua Glória para viver a nossa humanidade limitada. Além disso se entregou para morrer por cada um de nós tornando possível a Sua presença em nosso ser e o nosso encontro com a pacificação da nossa alma aflita. Quando compreendemos a grandeza e a profundidade desse ato, o Natal deixa de ser apenas uma boa mesa e troca de objetos e passa a ser a ligação profunda do homem com Deus.

Aí eu pergunto: O ano de 2020 é para esquecer ou para celebrar? Quando minha alma está vazia e aflita independente da minha situação é para esquecer. Mas quando a minha alma está pacificada com a Graça de Deus é para celebrar.

E como será 2021? Depende de como você vai encarar o que virá. Se a sua esperança está no Alto não importa muito o que vai acontecer, já que você encontrará forças para seguir em frente.

Sou grato por tudo o que pude aprender neste ano. Fica meu agradecimento a esta comunidade e o meu desejo que todos realizem os seus sonhos. Que tenham um ótimo Natal e um 2021 com mais leveza e esperança.

Comunidade Marketing de Gentileza
Kleto Castro de Faria
Kleto Castro de Faria Seguir

Ajudo as pequenas e médias empresas a implementarem ações de marketing digital para desenvolverem suas ações no mercado. Mídias sociais e produção de conteúdo.

Ler conteúdo completo
Indicados para você